faq

perguntas frequentes

Por meio de chamadas públicas e pela identificação ativa de cientistas em todo o país.

Não nos comprometemos a avaliar propostas enviadas fora do período de chamadas.

Operamos com recursos oriundos de um fundo patrimonial constituído por uma doação de R$ 350 milhões.

De caráter irrevogável, a doação assegura a perenidade do Serrapilheira.

O valor total será definido a partir do rendimento líquido real resultante da aplicação financeira do fundo patrimonial (isto é, tudo que for gerado acima da inflação e já descontados os impostos).

Para o primeiro ano de pleno funcionamento do instituto (2018), este valor é estimado em R$15 milhões.

Outras fontes de financiamento – reforços para o fundo patrimonial ou para o orçamento anual – poderão ser incorporadas no futuro, com o amadurecimento do instituto.

Além disso, novos recursos podem ser aportados pelos fundadores ao fundo patrimonial.

Por sermos uma instituição privada, podemos dar ao pesquisador mais flexibilidade no uso dos recursos.

Pela mesma razão, temos mais liberdade para estimular projetos de pesquisa arriscados – sejam eles de ciência pura ou aplicada – que nem sempre encontram respaldo em outros órgãos de fomento.

É política do Serrapilheira tornar públicos os dados internos sobre orçamento e alocação de recursos: valores doados (por projeto) e recursos destinados a nosso custo operacional.

Exigimos que os dados produzidos com apoio do instituto sejam publicados em repositórios de acesso público.

É a camada formada pelo acúmulo de matéria orgânica, em diferentes fases de decomposição, que reveste o solo das florestas. É a principal via de retorno de nutrientes ao solo e um elemento fundamental para a fertilidade das florestas.