Programa de Divulgação Científica

Programa de Divulgação Científica

Desde 2021, o programa tem como foco o apoio a iniciativas de mídia e jornalismo profissionais que tragam um olhar curioso e provocativo sobre ciência. Isso inclui não apenas jornais, televisão, rádio e a imprensa em geral, mas também meios digitais e plataformas de entretenimento.

A seleção de projetos se dá sobretudo por busca ativa, e as propostas podem ser enviadas a qualquer momento do ano. Ao submeter uma proposta, é importante contar não apenas sobre o projeto, mas também sobre a organização e estratégia de atuação.

Como submeter uma proposta

Sobre o envio de propostas a qualquer tempo:

Caso tenha uma proposta alinhada à diretriz do programa, preencha este formulário e envie para: divulgacaocientifica@serrapilheira.org. Por favor, inclua “carta de apresentação” no título do e-mail.

Propostas que não se alinhem com as áreas de atuação e os valores do Serrapilheira serão desconsideradas.

Oito dicas para preparar uma boa proposta

Quer saber mais sobre como preparar um bom projeto de divulgação científica? Confira aqui oito dicas inspiradas pelas criadoras do podcast 37 graus, Bia Guimarães e Sarah Azoubel.

Camp Serrapilheira

Nos três primeiros anos de atuação do programa, o Camp Serrapilheira, sua principal iniciativa, fez um mapeamento da divulgação científica brasileira e apoiou projetos de diferentes formatos, objetivos, públicos e alcances.

Veja aqui o histórico das edições de 2018, 2019 e 2020.

Não há outras edições do Camp Serrapilheira previstas a partir de 2021.

Investimento desde 2018

R$ 10.664.897,35
Projetos apoiados: 78
Números de agosto de 2022

Projetos apoiados

Jornalismo

Agência Bori

Aumentar a presença na mídia do conhecimento produzido no país.

Jornalismo

Science Pulse

Ferramenta com foco nas vozes da ciência nas redes sociais

Mídias sociais

Atila Iamarino

Fonte segura de informações científicas nas plataformas digitais

Testemunhos

A audiência e a recepção do material mostram que o projeto foi um acerto. Pudemos fincar pé no jornalismo científico e assim dialogar com outras iniciativas que atuam na área; ampliamos nossos canais de conversa com cientistas, pesquisadores, divulgadores e interessados em ciência em geral; por fim, participamos de eventos de divulgação científica que nos permitiram ter mais fontes e público ligado às ciências.

Agência Bori

Sabine Righetti e Ana Paula Morales, fundadoras da Bori

O financiamento do Serrapilheira era o que nos faltava para produzir conteúdo e criar nossa identidade visual. Além disso, encomendamos um levantamento dos principais periódicos científicos internacionais que mais publicam brasileiros, a fim de fazer parcerias e obter os papers com antecedência.

Podcast 37 graus

Sarah Azoubel e Beatriz Guimarães, fundadoras do 37 graus

Graças ao financiamento, passamos a nos dedicar em tempo integral à produção do 37 Graus e demos um grande salto na qualidade do produto. Com o Laboratório 37, estamos produzindo outros podcasts e um audioguia para museu, além de oferecer consultorias e cursos de comunicação científica e de produção de podcasts.

Série de vídeos

Veja todos os vídeos no canal do Serrapilheira no Youtube.

Desafio Serrapilheira

Em 2018, desafiamos 65 jovens cientistas brasileiros a apresentar suas pesquisas para três públicos diferentes: uma criança de 10 anos, um universitário e um pesquisador da mesma área. O objetivo? Mostrar como pensam e o que andam fazendo os jovens cientistas brasileiros.

Perguntas Fundamentais

O que são as perguntas fundamentais que mobilizam os cientistas em seus processos de descoberta? O Instituto Serrapilheira lançou em 2019 uma série de vídeos para entender de onde vêm essas grandes questões e qual é o papel da intuição e da criatividade nas pesquisas. Conversamos com cinco jovens pesquisadores: Bruno Mota (física e neurociência), Marina Hirota (matemática e ecologia), Tiago Jalowitski (geologia), Rafael Chaves (física quântica) e Rafael Silva (química).

Modos de ver

“Modos de ver” é a série de vídeos lançada pelo Serrapilheira em 2021. Conversamos com 12 cientistas sobre seus trabalhos, métodos e interfaces para mostrar que diferentes formas de fazer pesquisa constroem o que conhecemos como ciência. Geologia e física, matemática e química, biologia e oceanografia, todos podem se esbarrar em conceitos, hipóteses, questionamentos. Aqui, mergulhamos em seis perspectivas diferentes: paisagem, tempo, evolução, comunidade, representação e limite.