Programas

Programa de apoio à ciência

O objetivo do programa é identificar e apoiar, em longo prazo, pesquisas de excelência de jovens cientistas no Brasil e contribuir para a construção de um ambiente favorável à pesquisa científica. Os projetos – nas áreas de ciências naturais, ciência da computação e matemática – devem abordar perguntas fundamentais, serem criativos, inovadores e audaciosos. Propostas voltadas exclusivamente à ciência aplicada, com perguntas utilitárias e sem foco na produção de conhecimento, não são o escopo do programa.

Chamadas anuais

Por meio de chamadas públicas anuais, selecionamos até 12 jovens cientistas para serem contemplados com financiamento variável entre R$ 200 mil a R$ 700 mil, com flexibilidade no uso dos recursos.

Após selecionados, os cientistas também poderão concorrer, de forma voluntária, a recursos extras para serem investidos exclusivamente na integração e formação de pessoas de grupos sub-representados em suas equipes. O valor do bônus vai variar de 10% a 100% do grant recebido. Todo o processo de seleção é acompanhado por pareceristas externos (conheça em detalhes o processo de seleção do Serrapilheira a partir da pg. 20).

Mais do que oferecer recursos, o programa promove treinamentos, workshops e eventos de integração entre os pesquisadores, como o Encontros Serrapilheira, que acontece anualmente. A meta é aprimorar a formação e o desenvolvimento das carreiras dos grantees, assim como criar espaços para a cooperação interdisciplinar e para estimular iniciativas em diversidade na ciência, divulgação científica e open science.

Para conhecer os pesquisadores apoiados, clique aqui.

Programa de divulgação científica

O objetivo do programa é mapear e apoiar projetos da área no Brasil, além de propor espaços de formação e articulação entre indivíduos e organizações que se dedicam à divulgação científica no Brasil. Buscamos, assim,contribuir para a construção de uma cultura de ciência no país.

Em 2018 e 2019, o Camp Serrapilheira foi a principal iniciativa do Programa de Divulgação Científica e foi dividido em duas fases. Na primeira, os selecionados participaram de um evento onde apresentaram sessões,  participaram de workshops e formaram redes de colaboração. Na segunda, concorreram a recursos financeiros para realizar seus projetos voltados à promoção de uma cultura de ciência no país, com acompanhamento do Serrapilheira. Saiba mais sobre as edições de 2019 e 2018.

Desde 2018, ano de seu lançamento, o programa já apoiou 48 projetos de divulgação científica. Conheça as iniciativas aqui.

Programa de Formação em Biologia e Ecologia Quantitativas

Parceria com o Instituto Sul-Americano para Pesquisa Fundamental (ICTP-SAIFR), o programa tem como objetivo preparar futuros cientistas para a pesquisa transdisciplinar em ciências da vida, com foco no uso da matemática, física e ciência da computação. Os alunos aprendem sobre métodos quantitativos para resolver questões da vanguarda da biologia e ecologia, aproveitando o potencial do Brasil – o país que abriga a maior biodiversidade do planeta – para criar, em longo prazo, uma geração de jovens altamente qualificada para lidar com seus desafios.

O curso reúne um grupo de professores que são referências globais em suas áreas de pesquisa para abordar tópicos da genética moderna à ecologia comportamental. A primeira edição é totalmente remota, em uma versão mais curta, que acontecerá em julho de 2021. As edições futuras acontecerão presencialmente em São Paulo, com duração de seis meses, incluindo o desenvolvimento de uma proposta de pesquisa. A ideia é que os alunos sigam sua formação em uma instituição de excelência no Brasil ou no exterior após a conclusão do programa.

Saiba mais aqui.