Workshop reunirá especialistas brasileiros e argentinos em microfluídica

Organizado pelo químico apoiado pelo Serrapilheira Omar Pandoli, evento discutirá tema que impacta a medicina e a biologia

Clarice Cudischevitch

A microfluídica, área multidisciplinar de pesquisa desenvolvida pela academia e pela indústria, reunirá especialistas brasileiros e argentinos no Rio de Janeiro na próxima semana. De 18 a 20 de julho, acontecerá o VIII Workshop em Microfluídica, organizado pelo químico Omar Pandoli, pesquisador do Serrapilheira.

O evento, na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), será realizado em conjunto com o primeiro Congresso Brasil-Argentina de Microfluídica. É uma iniciativa de especialistas com o objetivo de desenvolver pesquisas nas áreas que compõem este campo de estudo e fortalecer a colaboração científica e tecnológica.

A microfluídica estuda os sistemas que manipulam pequenas quantidades de fluidos. A área tem aplicações abrangentes, de impressoras a jato a testes de DNA.

Retrato de Omar Pandoli
Omar Pandoli, organizador do evento

“A técnica de confinar pequenas quantidades fluídicas é útil, por exemplo, para diagnósticos médicos, em relação à virologia, e biológico, ao se estudar células”, explica Pandoli.

A evolução da microfluídica tem, ainda, implicações ambientais. “É uma área cuja pesquisa visa diminuir o uso de solventes e reagentes, para que os processos químicos se tornem mais seguros e amigáveis ao meio ambiente”, acrescenta o cientista.

A proposta do evento é reunir pesquisadores e estudantes, da academia e da indústria, para discutir as inovações no campo da microfluídica. O workshop contará com apresentações orais, sessões de pôsteres, cursos de curta duração e uma exposição de produtos.

As empresas interessadas em apresentar produtos relacionados à microfluídica podem entrar em contato com o comitê organizador pelo e-mail microfluidics@lmmp.mec.puc-rio.br. Para saber mais informações, acesse o site do evento.