Evento na Unicamp reúne grandes nomes da Ecologia

Encontro apoiado pelo Serrapilheira discutirá mudanças climáticas, biodiversidade e relação com a mídia. 

Imagem: Creative Commons

Conservação, biodiversidade, mudanças climáticas e políticas públicas para o meio ambiente são alguns dos assuntos despertados quando se pensa na questão: como a Ecologia pode ser relevante nestes tempos de crises? Para instigar e discutir possíveis respostas, cientistas do Brasil e do mundo estarão reunidos na 2ª Reunião da Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação (Rabeco) e no 6º Simpósio de Ecologia Teórica  (SET). O evento acontece entre 19 e 22 de agosto na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Ao todo, serão dois debates, sete conferências e 15 simpósios com três palestras cada. Além disso, será realizado um pré-evento composto por dois workshops e um diálogo entre cientistas e jornalistas, promovido pelo Instituto Serrapilheira, no dia 19 de agosto.

O primeiro workshop é o “Iniciativas brasileiras de integração e disseminação de dados ecológicos: rumo à análise e síntese do conhecimento ecológico”, às 10h. Em seguida, às 14h, acontece a conversa “Diálogos entre ciência ecológica e mídia – em busca de novas interfaces”. Logo depois, às 14h30, tem o workshop “Na fronteira do conhecimento em biodiversidade e mudanças climáticas: novos projetos apoiados pelo Instituto Serrapilheira”, que terá a participação dos pesquisadores grantees da área de Ecologia selecionados pela primeira chamada pública. Para mais informações sobre o pré-evento, clique aqui.

O encontro de Ecologia

Entre os destaques da programação, estão os conferencistas Emmett Duffy (Smithsonian Institution, EUA), Jean Paul Metzger (Universidade de São Paulo), Maria Carmen Lemos (University of Michigan, EUA), Robin Chazdon (University of Connecticut, EUA), Susan Trumbore (Max Planck Institute for Biogeochemistry, Alemanha), Wolfgang Weisser (Technische Universität München, Alemanha) e William Sutherland (University of Cambridge, Reino Unido). O evento ainda contará com a apresentação de 146 pôsteres com resultados de pesquisas em Ecologia.

Para Thomas Lewinsohn, presidente do congresso e professor do Instituto de Biologia da Unicamp, o evento propõe discutir desde as crises ambientais da atualidade – como os efeitos das mudanças climáticas – até as crises de financiamento que têm afetado o desenvolvimento da ciência e da tecnologia em diferentes partes do mundo. “A ciência ecológica não é milagreira, nenhuma ciência qualificada é. Mas ela oferece condições de compreender melhor a natureza dessas crises. Na ecologia, temos prática em investigar a relação entre fenômenos que podem parecer problemas isolados, mas que exigem soluções interconectadas”, comenta Lewinsohn.

O encontro visa promover uma troca de experiências entre pesquisadores, docentes, pós-graduandos, analistas, comunicadores e membros de agências ambientais e ONGs. A inscrição pode ser feita presencialmente, no balcão de credenciamento do evento, com desconto para estudantes.

Detalhes sobre a programação e outras informações podem ser consultados no site www.rabecoset2018.com.br.

O evento é uma realização da Abeco (Associação Brasileira de Ciência Ecológica e Conservação) em parceria com o Instituto de Biologia da Unicamp e o Nepam (Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais), da mesma Universidade. São apoiadores: Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Instituto Serrapilheira, INCT EECBio (Instituto Nacional de Ciência & Tecnologia em Ecologia Evolução Conservação da Biodiversidade) e Fundação Grupo Boticário.

2ª Rabeco & 6º SET
Quando: 19 a 22 de agosto de 2018
Onde: Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Campinas – SP
Mais informações: www.rabecoset2018.com.br | Evento no Facebook