07/07/2022 08:26

“O papel da ciência na Brasil de amanhã”: confira os projetos selecionados

  • Chamadas Públicas

Chamada pública vai apoiar dez projetos que investiguem e informem sobre as complexas relações entre a ciência e os vários temas de interesse público no Brasil 

 

O Serrapilheira anuncia nesta quinta-feira, 7,  as dez propostas selecionadas pela chamada pública “O papel da ciência no Brasil de amanhã”. Os contemplados receberão até R$ 50 mil, cada, para desenvolverem seus projetos, que vão investigar e informar a complexa relação entre a ciência e temas de interesse público, como a política, economia, saúde e cultura, levando em conta o contexto atual. 

O edital do programa de Divulgação Científica do Serrapilheira abriu espaço para propostas de divulgadores científicos e equipes de mídias sociais, jornalistas, empresas, organizações e equipes jornalísticas, para responderem a questão “Qual o papel da ciência no Brasil de amanhã?” em qualquer formato de publicação. 

Confira os selecionados:

Aborto e mortalidade materna: a ciência como aliada para salvar vidas 

Veículo onde será publicado: Gênero e Número (RJ – com parcerias em veículos na Argentina e Peru)

Como a ciência pode ajudar a reduzir a mortalidade materna no Brasil, um dos objetivos do milênio que ainda está longe de ser alcançado? Uma das abordagens possíveis é garantindo o acesso ao aborto seguro. Esta reportagem irá discutir as últimas evidências para a redução de mortes e apresentar projetos com dados inéditos, como a primeira clínica do Brasil habilitada ao aborto legal via telemedicina, de forma a ampliar o debate qualificado sobre o tema.

Ciência para um futuro sustentável na Amazônia

Veículo onde será publicado: Al Jazeera (global)

Por meio de três reportagens sobre temas diferentes mas relacionados, o nosso projeto quer mostrar como a ciência pode contribuir para criar um futuro sustentável para a floresta amazônica e para as pessoas que moram nela.

Cientistas da Amazônia

Veículo onde será publicado: Amazônia Real (AM)

Cientistas da Amazônia falam em documentário sobre as suas trajetórias, conquistas e bastidores das pesquisas e estudos realizadas em um cenário de desafios.

Helipa faz Ciência

Veículo onde será publicado: Rádio Comunitária Heliópolis (SP)

Helipa na Ciência é uma série de podcast-vídeocast sobre a produção, a dinâmica, o ciclo de vida e o papel da ciência de impacto social para a construção do Brasil de amanhã. Em seis episódios, Helipa na Ciência promoverá a conexão entre a comunidade científica à maior favela de São Paulo, discutindo temas como desastres e mudanças climáticas, o tempo da ciência e o da sociedade, saúde e bem-estar, ciências humanas e sociais, tecnologia e inovação, genética e biologia molecular.

Investimentos em ciência

Veículo onde será publicado: Congresso em Foco (DF)

O projeto usará a expertise do Congresso em Foco na cobertura do Legislativo e do poder em geral para mostrar dados reveladores e inéditos sobre os investimentos federais em ciência. Para tanto, usaremos as principais técnicas e linguagens à disposição do jornalismo digital, tais como o rastreamento e a análise de dados, a produção de vídeos e de podcast, a utilização de infográficos interativos, a realização de lives para debates e a narrativa em formato de reportagem.

Nenhum saber para trás: os perigos das epistemologias únicas

Veículo onde será publicado: Alma Preta (RJ)

O levantamento do Observatório da Branquitude realizado em maio de 2022, apontou que entre os 302 reitores/as de instituições de ensino superior públicas do Brasil, 294 têm reitores/as brancos/as, o que demonstra uma sobrerrepresentação do grupo racial que representa 43% da população. O argumento central deste projeto parte da seguinte indagação: quais epistemologias construirão a ciência do Brasil no amanhã? A epistemologia é, como propõe Grada Kilomba, a ciência da aquisição de conhecimentos, portanto o projeto questiona os perigos da ciência branca e colonial, pretendida como universal e propõe, através do encontro de saberes, que a produção de conhecimento necessária para que a ciência seja motor de transformações sociais positivas no Brasil, passe necessariamente por epistemologias diversas e que isso deve ser refletido desde o fomento à ciência até à burocracia científica no Brasil. O projeto será publicado em um ou mais vídeos nos quais Sueli Carneiro discute noções como o epistemicídio. 

O papel da ciência no combate à fome no Brasil

Veículo onde será publicado: Rádio Brasil Atual (SP)

Nossa série de episódios de podcasts pretende discutir o papel da ciência no complexo cenário nacional de combate à fome, perpassando temas como insegurança alimentar, subnutrição, alimentação sustentável, modelo de agricultura e acesso a comida. Vamos nos debruçar sobre temas como tecnologia, elaboração de políticas públicas, educação e pesquisa, e, principalmente, sobre histórias de vida no país de contrastes para dar um panorama não apenas teórico, e sim humanizado da fome no país.

Série “10 anos depois”

Veículo onde será publicado: Podcast Sumaúma (SP)

A Lei no 12.711/12, que estabelece a reserva de percentual de vagas em instituições de ensino federais para grupos historicamente excluídos, completa 10 anos em 2022. Quais foram os impactos nos mais variados âmbitos sociais, as melhorias necessárias e as perspectivas de futuro dessa importante ferramenta de democratização do acesso ao campo acadêmico e geração de conhecimento? É o que a Série “10 anos depois” vai responder com estudiosos do tema em diversos campos do saber.

Sou de Humanas

Veículo onde será publicado: Marco Zero Conteúdo (PE)

As Ciências Humanas estão na gênese da produção de conhecimento em todas as Ciências. Elas tanto originaram quanto sustentam a busca pelo saber que levou a humanidade ao ponto em que se encontra. No entanto, sofrem cortes sucessivos em investimentos no Brasil e são motivo de chacota por governantes. Esta reportagem multimídia vai usar a linguagem de ‘comedy news’ para valorizar as Ciências Humanas de uma forma original – e para mostrar como investir nelas pode trazer retorno garantido ao país.

Yes, nós temos ciência psicodélica

Veículo onde será publicado: Carta Capital (SP)

Em uma série de reportagens, a intrigante e controversa história da ciência psicodélica no Brasil. Dos primeiros estudos com LSD e cogumelos mágicos no Hospital das Clínicas de São Paulo na década de 1950 ao cenário atual, com dezenas de centros de estudos espalhados por todo o país. Apesar dos retrocessos políticos, por incrível que pareça, o Brasil está muito bem posicionado no cenário global.

  • Temas
  • Ciência nas eleições
  • divulgação científica
  • o papel da ciência no Brasil de amanhã

Projetos e pesquisadores relacionados