Edroaldo Lummertz da Rocha

Ciências da Vida

Edroaldo Lummertz da Rocha é um cientista da computação dedicado a uma intrigante e promissora área interdisciplinar: a ciência do câncer. Graduado pela Universidade do Extremo Sul Catarinense, o cientista também é mestre em engenharia elétrica e doutor em ciência e engenharia de materiais pela Universidade Federal de Santa Catarina. No doutorado fez um período sanduíche no Wyss Institute for Biologically Inspired Engineering, da Universidade de Harvard, Estados Unidos. Sua tese foi vencedora do prêmio CAPES na categoria de Materiais e também do Grande Prêmio de Tese Aziz Nacib Ab’Sáber. 

Edroaldo trabalha para decifrar os padrões de comunicação entre as células em um tumor primário e a medula óssea.  A metástase é uma das grandes apostas da ciência para vencer o câncer, e Edroaldo trabalha com biologia computacional e experimental para conseguir respostas e ajudar a resolver esse mistério. Fora dos laboratórios o tempo do cientista é completamente dedicado à sua família. Costuma estar tranquilo e sereno perto da água e das montanhas. O cientista afirma que tem suas melhores ideias nas manhãs de finais de semana, depois de uma xícara de café. 

Projetos

A semente e o solo, como o tumor primário se comunica com a medula óssea para promover metástase
Ciência / Ciência da Computação

Como o câncer se espalha para outros órgãos? Tal fenômeno, denominado metástase, é responsável por mais de 90% da mortalidade associada à doença, e permanece pouco compreendido. Diversos cânceres se espalham para a medula óssea, onde entram e permanecem em um estado de repouso, o qual evita a sua eliminação por células imunológicas, ou destruição pelo tratamento oncológico. Além disso, por causas não muito conhecidas, estas células em repouso são reativadas, às vezes muitos anos após o tratamento bem sucedido do tumor primário, e levam ao reaparecimento do tumor, por vezes em múltiplos órgãos. Nosso objetivo principal é compreender melhor este processo, avançando o entendimento fundamental sobre a biologia da metástase, e identificando novas vulnerabilidades das células tumorais metastáticas, ou dos seus microambientes teciduais, que possam levar ao desenvolvimento de novas terapias.

Recursos investidos

Grant 2022: R$ 389.180,00

Instituições

  • Universidade Federal de Santa Catarina

Chamadas

Chamada 5
  • Temas
  • biologia computacional
  • câncer
  • metástase