Problemas da ciência – e suas soluções – são tema de mesa-redonda na UFRJ

Grantees discutem questões sensíveis à ciência na primeira edição do Encontros Serrapilheira, realizada em abril de 2018. Foto: Bel Junqueira.

Clarice Cudischevitch

Como construir uma ciência melhor? Este será o ponto de partida de uma mesa-redonda que abordará não apenas alguns dos problemas mais relevantes da ciência brasileira atualmente, mas também suas soluções. O debate vai acontecer no dia 17 de abril no Auditório Leopoldo de Meis, no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ, e terá a participação do diretor-presidente do Serrapilheira, Hugo Aguilaniu.

O objetivo do evento é levantar temas para o Hack Week, workshop intensivo de projetos coletivos e sem custo voltados para ajudar no desenvolvimento de uma ciência de ponta. O Hack Week, previsto para julho, é realizado pela No-Budget Science, iniciativa que parte da premissa de que é possível desenvolver parte da atividade científica sem recursos.

Na mesa-redonda, serão levantados problemas solucionáveis a partir de cinco dimensões da ciência: publicação científica (Claude Pirmez – Fiocruz), formação de cientistas (Débora Foguel – IBqM-UFRJ), financiamento científico (Hugo Aguilaniu – Instituto Serrapilheira), reprodutibilidade científica (Olavo Amaral – IBqM-UFRJ) e tradução básico-clínica (Stevens Rehen – ICB-UFRJ/IDOR).

Cada palestrante trará dois ou três problemas relevantes dentro de seu respectivo tema em falas curtas, seguidas de um debate a partir de questões prioritárias levantadas pela audiência. A mesa-redonda será transmitida online com o apoio da Rede de Pesquisadores, e o público que acompanhará à distância também é convidado a participar.