Camp Serrapilheira vai abordar fact-checking com criadoras de podcast

De dietas detox a controle de armas, Science Vs. revela o que é verdade e o que não é sob a ótica da ciência

A produtora executiva do Science Vs., Kaitlyn Sawrey

Clarice Cudischevitch

Em 2015, duas radiojornalistas australianas tiveram a ideia de iniciar um projeto que abordasse a ciência que está por trás de assuntos da moda. Assim nasceu o Science Vs., podcast que se propõe a investigar o que é verdade e o que é mito em temas nos quais as pessoas costumam ter opiniões formadas, muitas vezes, sem embasamento. Suas criadoras estarão no Rio de Janeiro de 4 a 7 de setembro participando do Camp Serrapilheira, o maior evento de divulgação científica promovido pelo Instituto Serrapilheira até aqui.

“Desenvolvemos o podcast a partir da ideia de fazer um ‘Ciência versus Gwyneth Paltrow’”, conta Kaitlyn Sawrey, produtora executiva do Science Vs., referindo-se ao fato de a atriz frequentemente recomendar produtos e técnicas de saúde sem benefícios clínicos comprovados. Na época, Kaitlyn trabalhava na rede pública de televisão Australian Broadcasting Corporation (ABC) quando conheceu Wendy Zukerman que, há 12 anos, é repórter de ciência e, atualmente, apresenta o podcast.

O programa acabou ficando popular na Austrália e, há dois anos, a rede de podcasts norte-americana Gimlet Media convidou as criadoras a levar o projeto aos EUA. Desde então, estão baseadas em Nova York. “Não falamos exatamente sobre fake news, mas exploramos assuntos nos quais as pessoas têm opiniões, não necessariamente verdadeiras”, explica Kaitlyn. “Por exemplo, nos Estados Unidos, a sociedade tem posições fortes sobre controle de armas, mas o que a ciência diz?”

Um dos temas abordados nos episódios é o vício em sexo. “As pessoas acreditam que se trata de uma compulsão de fato, mas a ciência não tem certeza, porque ainda investiga o que pode ser caracterizado como vício.” Outro assunto polêmico explorado pelo podcast é a moda de desintoxicações e limpezas como a seguida pela atriz Gwyneth Paltrow, sem eficácia comprovada cientificamente.

“Todo verão essas notícias ressurgem, com dicas de como emagrecer para ir à praia, mas, quando falamos com cientistas, descobrimos que detox é loucura”, destaca Kaitlyn. “Nosso corpo já foi desenhado para desintoxicar o organismo.”

A checagem de informações para o programa é intensa. A produção de um único episódio leva em torno de dois meses. Alguns contam com mais de 100 citações de referências buscadas. “Levamos fatos muito a sério”, afirma Kaitlyn.

No Camp Serrapilheira, as criadoras do Science Vs. farão uma palestra aberta ao público no dia 4 de setembro, no Museu do Amanhã, Rio de Janeiro. Para participar, inscreva-se em www.serrapilheira.org/camp. De 5 a 7 de setembro, elas ministrarão workshops voltados a 50 divulgadores de ciência brasileiros selecionados por uma Chamada Pública do Serrapilheira.

Camp Serrapilheira

Lançado em abril, o programa incluiu edital para selecionar iniciativas brasileiras de divulgação científica a serem potencialmente patrocinadas pelo Instituto em 2019. Na primeira fase do Camp, 50 candidatos escolhidos apresentarão seus projetos e participarão de workshops com os representantes da Curiosity Machine, do Perimeter Institute, do Micro e Science Vs, de 5 a 7 de setembro, em evento fechado no Museu do Amanhã. Em seguida, até 20 dos candidatos serão selecionados para receber até R$ 100 mil de financiamento.

Participe do dia aberto do Camp Serrapilheira, em 4 de setembro! Inscreva-se em www.serrapilheira.org/camp.