29/05/2024 01:26

O lado ainda fechado da ciência aberta

  • Blog Ciência Fundamental

Se não investirmos em uma avaliação científica mais transparente, corremos o risco de abolir um dos pilares centrais da validação da ciência

Ilustração: Clarice Wenzel

Luiz Augusto Campos

“Eu de fato preciso de conselhos e consolo sincero, se você puder me dar. Tive uma boa conversa com Lyell sobre o meu trabalho acerca das espécies e ele foi enfático em insistir que eu publique algo. Sou firmemente contra qualquer periódico ou revista, pois não quero de jeito nenhum me expor a um editor ou a um conselho editorial, permitindo que minha publicação seja achincalhada”.

Poucos textos da história da ciência transmitem tanta insegurança quanto esse trecho redigido pelo mais importante nome da biologia de todos os tempos: Charles Darwin. Depois de 18 anos trabalhando para embasar a ideia de seleção natural, Darwin lidava com a pressão dos amigos para que publicasse sua teoria e reivindicasse sua autoria. No entanto, o medo da avaliação de seus pares era infinitamente maior do que o receio de que outra pessoa chegasse às suas conclusões antes dele – o que acabou acontecendo.

Leia o texto completo no blog Ciência Fundamental, na Folha de S.Paulo.