Bárbara Amaral

Física

Todos os métodos de comunicação digital usam algum tipo de criptografia para garantir que somente as pessoas envolvidas em uma conversa tenham acesso à informação. Bárbara Amaral é uma cientista dedicada a ampliar essa privacidade digital descobrindo novos métodos criptográficos. Seu projeto é um importante passo para ampliar as fronteiras da física quântica e compreender como a criptografia pode ser ainda mais segura. Formada em física pela Universidade Federal de Minas Gerais, ela seguiu na instituição durante o mestrado e doutorado em matemática. Nesta etapa, passou pela Universitat Autònoma de Barcelona, Espanha. 

Oriunda de uma família simples do interior de Minas Gerais, sua mãe foi uma professora apaixonada pelo processo de alfabetização. Hoje docente no Instituto de Física da Universidade de São Paulo, Amaral diz que herdou dos pais o amor pelo conhecimento. Seu projeto também será realizado em colaboração com os professores Paulo Nussenzveig e Charles Tresser e alunos do Grupo Quantum Foundations da USP.

Para se divertir, ela pedala, patina e sempre dedica algum tempo para passear com os dois parceiros caninos. Ela também viaja pelo mundo com o marido, faz churrascos e recebe amigos em casa. 

Projetos

Uso da criptografia quântica para a solução do comprometimento de bit
Ciência / Física

A criptografia é o campo do conhecimento que investiga técnicas de comunicação segura que permitem que apenas o remetente e o receptor de uma mensagem tenham acesso ao seu conteúdo. Esse conhecimento nos permite usar a internet com segurança, seja para fazer uma chamada de vídeo no Zoom ou uma transferência bancária via celular. Isso é possível graças a diferentes protocolos que mantêm o sistema seguro. A criptografia quântica busca explorar as propriedades da física quântica para realizar tarefas criptográficas e é uma das áreas da informação quântica mais conhecidas e bem desenvolvidas da atualidade.  Um dos grandes desafios da criptografia  é um ponto fraco que assombra há anos os pesquisadores da área, o comprometimento de bit. 

O objetivo desse projeto, que será realizado em colaboração com o Prof. Paulo Nussenzveig, Prof. Charles Tresser e alunos do Grupo Quantum Foundations da Universidade de São Paulo,  é entender como a criptografia quântica pode ajudar no desenvolvimento de novos protocolos de comprometimento de bit. Se for bem-sucedido, esta será uma grande contribuição para o campo, não apenas para as aplicações práticas, mas também para a nossa compreensão dos limites da criptografia quântica e da ciência da informação quântica, mudando nossa perspectiva do que pode ou não ser feito com sistemas quânticos.

Recursos investidos

Grant 2021: R$ 500.000,00

Instituições

  • Universidade de São Paulo

Chamadas

Chamada 4
  • Temas
  • criptografia
  • física
  • informação