Bruno Zatt

Ciência da Computação

Bruno Zatt é engenheiro da computação e mestre em computação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Também nessa instituição fez o doutorado em microeletrônica, enquanto o pós-doutorado foi concluído na Universidade da Califórnia, Estados Unidos. Bruno vive com sua família de três mulheres: a esposa Arielli, a filha Antônia e a cachorrinha Amora. Além de uma inesgotável fonte de inspiração, a família é o centro de suas atenções fora do laboratório de computação.

O engenheiro, apesar de daltônico, pesquisa a luz, já que sua investigação busca algoritmos para compressão de novos formatos de vídeo. Sempre que surge a necessidade de um experiente par de olhos para identificar um matiz específico, Bruno recorre à pequena Antônia. Hoje professor-adjunto na Universidade Federal de Pelotas, ele também é um fervoroso torcedor do Internacional.

Projetos

Compressão de Light Fields: permitindo Multimídia Imersiva por meio de Realidades Aumentada e Mista
Ciência / Ciência da Computação

A evolução na forma de comunicação humana sempre impulsionou o desenvolvimento de novas mídias, como a fotografia e o vídeo, buscando melhor representação e realismo. Atualmente, o aumento da capacidade computacional, a facilidade de acesso a mídias digitais e a demanda por experiências imersivas impulsionam as tecnologias de Realidade Aumentada e Realidade Mista. Light Fields é uma das mídias/tecnologias mais promissoras visando Realidade Aumentada/Mista. Enquanto imagens representam informações da intensidade e frequência da luz, os Light Fields também descrevem informações sobre a direção dos feixes de luz. Tal riqueza de informação garante melhor representação do ambiente tridimensional e permite transformações de iluminação, foco e geometria que habilitam sistemas de Realidade Aumentada/Mista para aplicações como entretenimento, comunicação, telemedicina, segurança e veículos não tripulados. Como a representação de Light Fields demanda grande volume de dados, surge a necessidade de compressão. Os objetivos deste projeto são definir algoritmos eficientes de compressão e demonstrar a viabilidade de processar Light Fields em tempo real considerando dispositivos móveis.

Recursos investidos

R$ 100.000,00

Instituições

  • Universidade Federal de Pelotas
  • Temas
  • Light Fields
  • multimídia imersiva
  • novas mídias
  • realidade aumentada
  • realidade mista