Resultado da seleção do Camp Serrapilheira

O Instituto Serrapilheira tem o prazer de informar que concluiu o processo de seleção da primeira fase do Camp Serrapilheira, uma chamada pública para divulgadores científicos.

Escolher 50 projetos do universo de 871 propostas válidas recebidas foi tarefa extremamente difícil.

A chamada pública selecionou propostas de sessão para o evento Camp Serrapilheira, que acontece de 4 a 7 de Setembro no Museu do Amanhã e terá parte da programação aberta ao público (dia 4).

Com a iniciativa, o instituto quer identificar iniciativas que proponham abordagens inovadoras de assuntos pertinentes à ciência, que busquem incentivar a formação científica de jovens brasileiros e formar pessoas capazes de analisar evidências e compreender o método científico. Os objetivos da Chamada Pública são: mapear iniciativas existentes e identificar projetos a serem apoiados com recursos do instituto.

O Camp Serrapilheira se divide em duas fases: a primeira consiste num evento para divulgadores de ciência (sejam eles cientistas ou não), voltado a formas inovadoras de comunicar questões da ciência e estratégias criativas para Divulgação Científica. A segunda, na seleção de projetos a serem apoiados, propostos por aqueles que participaram do evento. Os projetos selecionados na segunda fase poderão ser apoiados com até 100 mil reais.

Confira abaixo a lista dos aprovados na 1ª fase:

Alquimétricos  –  Fernando Daguanno  (RJ)

Associação do LSI-TEC – Roseli Lopes  (SP)

Associação Quatro Cinco Um – Fernanda Diamant Salles Gomes (SP)

Cetepi –  Antonio Manoel Pereira Vila Nova Costa (BA)

Ciência Todo Dia – Pedro Loos (SC)

Ciente – Núcleo de Divulgação Científica da UECE – Hugo Fernandes-Ferreira (CE)

Cientista Beta –  Kawoana Vianna (RS)

Cinemar – João Roberto Faissal (RJ)

Colecionadores de Ossos – Aline Marcele Ghilardi (SP)

Coletivo Squiggle – Julia Salles  (N/D)

Data14 –  Sabine Righetti (SP)

Diretoria de Divulgação Científica – UFMG – Yurij Castelfranchi (MG)

Dragões de Garagem – Lucas Marques de Camargos (GO)

Dragões de Garage – Tabata  Mariz Bohlen (GO)

Espaço Ciência Viva – Eleonora Kurtenbach (RJ)

Estado da Arte – João Cortese (SP)

Gênero e Número – Giulliana Bianconi (RJ)

Geostok – Rodrigo Graminha (SP)

Guardiões da Chapada – Caren Souza (BA)

Evolution Truck – Herton Escobar (SP)

Nerdologia – Átila Iamarino (SP)

IdeaReal BioLab – Liza Felicori Vilela (MG)

IGNITE – Gracielle Higino (GO)

Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia – Cristina Amorim (DF)

IEMA – Anna Paula Araújo Pereira (MA)

LAbI (UFSCar) – Adilson Jesus Aparecido (SP)

Laboratório de Ecologia Marinha da UFRN – Guilherme Longo (RN)

Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami – Natália  Oliveira (PE)

Maternidade com Ciência – Rossana Soletti (RJ)

Missão Garatéa – Lucas Fonseca (SP)

Museu da Vida – Leticia Guimarães da Silva (RJ)

Nexo Jornal –  José Orenstein (PE)

Numinalabs – Rafael   Bento da Silva Soares (SP)

Observatório Nacional – Katia Pinheiro (RJ)

Olabi Makerspace – Ana Carolina da Hora (RJ)

Oxigênio Podcast – Sarah Azoubel (SP)

Para Meninas Negras na Ciência – Zélia Maria Da Costa Ludwig (MG)

pequenoLAB – Marrytsa Melo (RJ)

Pint of Science Brasil – Natalia  Taschner (SP)

Ponto em Comum – Davi Calazans Menescal Linhares (CE)

Projeto BINGO – Graciele Almeida de Oliveira (SP)

Projeto Cosmos – Carlla Vicna dos Reis Martins (AM)

Projeto Sonora – Luisa Puterman (SP)

Science Blogs Brasil – Claudia Chow (SP)

Ser Cientista – Andrea Da Poian (RJ)

Silo – Arte e Latitude Rural – Cinthia  Mendonça (RJ)

Sociedade Brasileira de Química – Guilherme Andrade Marson (SP)

Sociedade Brasileira Para o Progresso da Ciência – Leandro Lobo (SP)

Tem Menina no Circuito – Elis Helena Sinnecker (RJ)

UFRGS – Alan Brito (RS)