Documentário abordará efeitos das mudanças climáticas em aquíferos

Clarice Cudischevitch

O mundo tem dois anos para evitar consequências desastrosas das mudanças climáticas, segundo a ONU. Seus efeitos são visíveis da atmosfera às águas subterrâneas. O pesquisador Pedro Meirelles estuda os efeitos destas alterações nos aquíferos. Professor Adjunto do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Pedro lidera o Laboratório de Bioinformática e Ecologia Microbiana (Meirelles Lab). O projeto, apoiado pelo Instituto Serrapilheira, vai ser mostrado num documentário.

“O filme falará sobre os efeitos das mudanças climáticas nos aquíferos e, também, sobre o fazer científico”, afirma o biólogo. O trailer do documentário foi lançado na terça-feira (11).

O Meirelles Lab analisa os impactos do clima no microbioma, na fixação de carbono e na qualidade da água existente em grandes reservatórios no subsolo terrestre – os aquíferos. As grandes quantidade de carbono no subsolo estão diretamente relacionadas à queima de combustível e às mudanças climáticas, mas também pode ter ligação com a qualidade da água subterrânea. Para prever a futura condição de aquíferos e buscar formas de prevenir sua contaminação, Meirelles investiga a relação entre microrganismos e ambientes por meio de sequenciamento de DNA e análise computacional.

O laboratório reúne uma equipe interdisciplinar que inclui especialistas de várias áreas como Biologia, Física, Matemática e Ciência da Computação. O Meirelles Lab também está a procura de novos pesquisadores.“Temos oportunidades para futuros mestrandos e doutorandos, para desenvolverem seus projetos pelos Programas de Pós-Graduação em Microbiologia e em Ecologia e Biomonitoramento”, conta Meirelles. “Temos uma também uma bolsa de pós-doutorado pronta para implementação.”

Mais informações sobre as oportunidades no Meirelles Lab no site: http://meirelleslab.org/opportunities/