Fernanda Werneck

Ciências da Vida

Fernanda Werneck é bióloga e mestre em ecologia pela Universidade de Brasília. O doutorado em biologia integrativa foi realizado na Universidade Brigham Young, Estados Unidos. Fernanda ainda cumpriu o período de pós-doutorado na Universidade de Harvard, também nos EUA. Em seu projeto, estuda o DNA de lagartos para dimensionar os efeitos do aquecimento global no ecossistema da Amazônia. Além de cientista, Fernanda é mãe de uma adolescente que nasceu durante seu mestrado. Desde então ela é sensível às causas e necessidades das mães no ambiente acadêmico. Quando precisa de uma pausa das pesquisas, Fernanda joga futebol com amigos e pratica yoga.

Projetos

Os impactos das mudanças climáticas na megadiversidade Neotropical
Ciência / Ciências da Vida

A biodiversidade armazena informações sobre a origem e evolução da vida e pode fornecer respostas para muitos dos problemas da humanidade. Apesar de mudanças climáticas causadas por ação antrópica (caracterizadas pelo rápido aquecimento global e alterações nos padrões de precipitação) ameaçarem a biodiversidade, evidências esmagadoras são continuamente contestadas por políticas obscurantistas, e seus efeitos sobre a megadiversidade Neotropical são pouco entendidos. A investigação dos processos de adaptação evolutiva de populações naturais em resposta às pressões seletivas ambientais e climáticas é uma pergunta persistente e desafiadora. Em nosso projeto, usamos abordagens inovadoras integrando ferramentas ecológicas, moleculares e ambientais para investigar possíveis respostas às mudanças climáticas de populações naturais de lagartos (ectotérmicos dependentes de temperaturas locais) dos ameaçados mosaicos do gradiente ambiental Amazônia-Cerrado. Usando parâmetros fenotípicos de capacidades térmicas e demográficos de DNA genômico podemos buscar as respostas para questões como: Quais são as chances de populações de lagartos passarem por mudanças de distribuição geográfica para rastrear climas favoráveis? Algumas populações e regiões estão mais predispostas a passarem por ajustes adaptativos às novas condições ou, ao contrário, sofrer extinções locais? Quais as implicações desses processos para a conservação da biodiversidade?

Recursos investidos

R$ 100.000,00

Instituições

  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
  • Temas
  • amazônia
  • anfíbios
  • cerrado
  • mudanças climáticas