Anuário do CNPEM destaca cinco projetos apoiados pelo Serrapilheira

Projeto Sirius. Imagem: Divulgação/LNLS-CNPEM

Clarice Cudischevitch

O prestigiado Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), localizado em Campinas /SP, abriga cinco dos 65 projetos selecionados pela 1ª Chamada Pública do Serrapilheira. Os pesquisadores grantees foram destaque na primeira edição do anuário da instituição, que apresenta seus principais resultados.

O CNPEM conta com quatro laboratórios que são referência mundial e estão abertos à comunidade científica e empresarial. O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) opera a única fonte de luz sincrotron da América Latina e abriga o Sirius, o maior acelerador de partículas do Brasil, que deve começar a operar em 2019 e ter sua construção concluída em 2020.

É no LNLS que três dos cinco pesquisadores do CNPEM apoiados pelo Serrapilheira desenvolvem seus projetos. O astrobiólogo Douglas Galante investiga a possibilidade de vida em Marte estudando ambientes análogos no Brasil e outros países. O físico Narcizo de Souza Neto busca materiais supercondutores que funcionem à temperatura ambiente, sem necessidade de resfriamento. Já Thiago Spina, cientista da computação, quer possibilitar que o processamento de dados gerados por tomografia de raio X seja feito em tempo real, e não mais em dias.

No Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) se concentram pesquisas em áreas de fronteira com foco em biotecnologia e fármacos. É lá que a bióloga Daniela Trivella desenvolve a NP3, uma plataforma computacional de interpretação de dados experimentais para a identificação rápida de novos produtos naturais bioativos.

Leandro Santos, também biólogo, é do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia de Bioetanol (CTBE), que investiga novas tecnologias para a produção de etanol celulósico. Ele busca novos biocombustíveis e bioquímicos a partir de fontes renováveis de energia. Um exemplo é a obtenção do etanol não apenas do caldo proveniente da moagem da cana, mas também de seu bagaço.

Confira a matéria “Instituto Serrapilheira: incentivo à ousadia científica” na página 22 do anuário do CNPEM, que pode ser acessado neste link.