Guilherme Ortigara Longo

Ciências da Vida

O biólogo Guilherme Longo é professor de oceanografia e limnologia na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Ele é doutor em ecologia pela Universidade de Santa Catarina e realizou pós-doutorado no Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos Estados Unidos.

Guilherme tem um projeto multidisciplinar: por meio de entrevistas e pesquisa de arquivo, vai reconstruir o estado dos corais brasileiros no passado e, a partir de dados atuais, prever com modelos matemáticos o futuro desses importantes recursos marinhos. Também é idealizador do #DeOlhoNosCorais, iniciativa de ciência cidadã que engaja a sociedade no monitoramento dos corais brasileiros. A afinidade com a água está presente por toda a vida do biólogo, que garante que muitas das suas ideias para o projeto aconteceram debaixo do chuveiro.

Projetos

Os recifes brasileiros estão prontos para as mudanças globais?
Ciência / Ciências da Vida

Mudanças globais estão entre as principais ameaças aos ambientes recifais, acarretando aumento da temperatura e acidificação dos oceanos. Mas os impactos sobre os recifes brasileiros ainda são pouco conhecidos. Pretendemos preencher essa lacuna integrando informações do passado, presente e futuro dos recifes, por meio de múltiplas perspectivas que visam: i) identificar o estado de referência da saúde dos recifes com relatos históricos; ii) predizer o futuro dos recifes por meio de modelos matemáticos; iii) implementar um monitoramento científico de corais, incluindo modelos 3-D e biologia molecular; iv) instalar um sistema de mesocosmos para simulações de mudanças globais em laboratório; e v) implementar um monitoramento-cidadão de ambientes recifais por meio do mergulho recreativo e de uma plataforma online interativa. Unindo ciência de ponta e participação social, uma compreensão mais abrangente dos impactos das mudanças globais em recifes brasileiros poderá estimular ações públicas para a mitigação dos mesmos.

Recursos investidos

1ª fase: R$ 100.000,00
2ª fase: R$ 999.800,00 (R$ 700.000,00 + R$ 299.800,00 de bônus opcional destinados à integração e formação de pessoas de grupos sub-representados na ciência)

Instituições

  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Temas
  • Aquecimento global
  • corais
  • mudanças climáticas
  • recifes